Can-Am domina Rally Jalapão 2020 com Maverick X3

31 de agosto de 2020 - por: MASTER

Can-Am Maverick X3 dominou a competição levando as duplas às melhores posições do grid.
Fonte: Carbono

A 6ª edição do Rally Jalapão foi marcada por disputas acirradas. Depois de 1.231 km, 3 dias de competição e 4 especiais, as equipes apoiadas oficialmente pela Can-Am levantaram a poeira durante a competição e comemoraram seus resultados no pódio. Mais uma vez, o Can-Am Maverick X3 dominou as etapas realizadas 26 e 29 de agosto, provando sua robustez e confirmando a preferência dos pilotos, nas fazendas do Oeste da Bahia.

Valendo pontos para o Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country, a competição apresentou alto nível de dificuldade para os 52 UTVs participantes, dos quais 44 com o UTV da Can-Am.

A equipe Can-Am Monster Energy venceu todas as 4 especiais do Rally Jalapão, posicionada entre os melhores resultados gerais, e levando as 2 primeiras posições na Geral.

Bruno Varela e seu navegador Gustavo Bortolanza venceram a primeira e terceira especiais e finalizaram a prova com8h08min15seg, garantindo o lugar mais alto do pódio. “Foi preciso forçar bastante, o tempo todo. Nosso Maverick X3 aguentou bem o ritmo, pois não aliviamos em nenhum momento”, contou Bruno Varela.

A segunda colocação geral do Rally Jalapão ficou com a dupla Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin, que finalizaram com 8h13min55seg, e levaram a segunda especial, além da vitória na categoria OVER. Rodrigo Varela e Gunar Dums encerraram a etapa na 14ª colocação, enquanto Gabriel Varela e Eduardo Shiga, em 18º lugar, ambas as duplas também da Can-Am Monster Energy.

“Foi um grande resultado para nossa equipe. Tivemos um grid numeroso, mas também muito forte. Nosso rally tem um nível muito alto, por isso, as duplas brasileiras são sempre bem qualificadas para as competições internacionais”, comentou Reinaldo Varela, campeão do Dakar e Mundial FIA com o Maverick X3

A próxima etapa do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country está marcada para 13 de setembro, com o tradicional RN 1500 no Rio Grande do Norte.